Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Peça “O Caixeiro da Taverna” é sucesso de público no Esporte Clube Maricá

Apresentação lotou o Esporte Clube Maricá no último fim de semana

Cerca de 500 pessoas lotaram os dois dias de apresentação da peça “O Caixeiro da Taverna”, no Esporte Clube Maricá, com o Laboratório de Artes de Teatro Experimental (Látex). Ao fim do espetáculo, o público aplaudiu de pé o elenco que, durante os 60 minutos de apresentação, arrancou gargalhadas de todos.

“É muito animador ver as pessoas fazerem questão de nos cumprimentar pessoalmente no final da peça. Esta é magia do teatro e o que nos faz continuar na profissão de ator”, comenta Perceu Silva, protagonista da história.

Pablito Torres, diretor do espetáculo, ressaltou, por sua vez, a presença de muitas famílias assistindo juntas a encenação. “Isso é muito bom. É mesmo gratificante”, disse.

Há um mês, o grupo de atores do Látex participou do Festival Novas Cenas, na Casa de Cultura Laura Alvim, em que o homenageado era o Martins Pena. De todas as peças do autor teatral encenadas no espaço, a montagem de “O Caixeiro da Taverna” foi uma das que receberam elogios de Tânia Brandão, crítica especializada.

Texto: Valéria Vianna
Foto: Divulgação

Plateia se divertiu com a comédia apresentada pelo Laboratório de Artes de Teatro Experimental

Anúncios

Dezembro 6, 2011 Posted by | cultura, jornalismo, Teatro | | Deixe um comentário

Peça “O Caixeiro da Taverna" será encenada no Esporte Clube Maricá neste sábado

Comédia de costumes promete divertir a plateia

O Laboratório de Artes e Teatro Experimental (Latex) se apresenta, nos dias 2 e 3 de dezembro, às 20h, no Esporte Clube Maricá com a peça “O Caixeiro da Taverna”, de Martins Pena. Trata-se de uma comédia de costumes que promete divertir o público com mentiras, artimanhas e situações embaraçosas.
“Ao acumular o burlesco sobre o ridículo, essa peça escrita em 1846 diverte o público, provocando o riso abundante e desmedido durante os 60 minutos de espetáculo”, garante Perceu Silva, o “Manuel” – protagonista da história.
Com direção de Pablito Torres, traz também no elenco Lísia Garcia, Fabi Ferraz, Rudolfo Torres e Paulo Garcês. A entrada é franca. Censura 10 anos.

Texto: Valéria Vianna
Foto: Divulgação

Novembro 30, 2011 Posted by | arte, cultura, jornalismo, Teatro | | Deixe um comentário