Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Rainha Elizabet condecora Gérard Moss

14/11/2011-Gerárd Moss, idealizador do Projeto Rios Voadores

Idealizador do Projeto Rios Voadores, patrocinado pela Petrobras desde 2003, recebeu, ontem, dia 18 de novembro, no Palácio de Buckingham, em Londres, a medalha e o título de Membro da Ordem do Império Britânico. Gérard Moss é reconhecido pelos serviços prestados em questões do meio ambiente no Brasil. Através do projeto foi possível realizar pesquisas sobre a influência no clima brasileiro das correntes de ar carregadas de vapor de água que atravessam a Amazônia e levam a umidade para outras regiões do Brasil, os "rios voadores".

14/11/2011-Balão do Projeto Rios Voadores

 

 

14/11/2011-Projeto Rios Voadores – Nuvem de chuva

 

14/11/2011-Projeto Rios Voadores – Margie Moss (que está a frente do projeto) e Gerard Moss (seu idealizador)

À esquerda: Gerárd Moss, idealizador do Projeto Rios Voadores, e membros de sua equipe, monitorando com auxílio de balões os rios do projeto

Anúncios

Novembro 19, 2011 Posted by | água, ciência, cultura, Educação, jornalismo, meio ambiente, Planeta Terra | , | Deixe um comentário

Gerárd Moss, idealizador do Projeto Rios Voadores, será condecorado pela Rainha Elizabeth

                 

Projeto é patrocinado há oito anos pela Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental

A Rainha do Reino Unido, Elizabeth II, concederá a Gerárd Moss, idealizador do Projeto Rios Voadores, a medalha e o título de Membro da Ordem do Império Britânico – MBE. A condecoração ocorrerá no dia 18 de novembro, no Palácio de Buckingham, em Londres, na Inglaterra. Gerárd Moss será reconhecido pelos serviços prestados em questões do meio ambiente no Brasil. Com o Projeto Rios Voadores, patrocinado desde 2003 pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, ele viabilizou pesquisas sobre a influência no clima brasileiro das correntes de ar carregadas de vapor de água que atravessam a Amazônia e levam a umidade para outras regiões do Brasil – os chamados "rios voadores".

Explorador ambiental, piloto e engenheiro, o inglês Gerárd naturalizou-se brasileiro há duas décadas. No Brasil, ele tem se dedicado a promover a preservação e o uso racional das águas. "Estou muito surpreso e honrado por ter sido indicado para receber a condecoração MBE. Mas tenho plena consciência de que esse reconhecimento vem graças à colaboração que tive durante muitos anos de vários cientistas brasileiros, nos projetos Brasil das Águas e Rios Voadores, e à confiança dos responsáveis pelo Programa Petrobras Ambiental", diz Moss.

O projeto é realizado através de uma expedição aérea que percorre os "rios voadores", coletando amostras de vapor de água, com objetivo de pesquisar como o desmatamento da floresta pode afetar o clima e alterar o ciclo hidrológico, principalmente nas regiões Sul e Sudeste do país. Novas pesquisas serão realizadas para estudar a origem do vapor de água e calcular o volume da água cedida para a atmosfera pela evaporação das folhas e transpiração das árvores e plantas. Em iniciativa inédita, Gérard Moss optou por utilizar um balão que fará voos para a coleta de amostras rentes a copas de árvores e a campos degradados ou de plantio. "É uma excelente plataforma que permite uma observação mais próxima destas áreas", explica. As informações coletadas também devem servir para que os estudiosos das mudanças climáticas possam validar seus resultados.

 

Rios Voadores

A expedição – Gérard Moss, idealizador e realizador do projeto, percorreu várias regiões brasileiras em um avião monomotor para identificar os cursos dos rios voadores, que transportam vapor de água de norte a sul do País.

Objetivos – Aprofundar os estudos sobre o transporte do vapor de água da bacia Amazônica para outras regiões. Buscar avaliar os mecanismos desse transporte da umidade e entender de que forma o desmatamento e as mudanças climáticas globais influenciam o nível das chuvas em outras regiões.

Metodologia – Amostras de vapor de água coletadas em pequenos tubos durante o voo são analisadas, por meio de técnicas isotópicas, ajudando a identificar a origem, a dinâmica e o deslocamento das massas de ar e de vapor de água.

Visite: www.riosvoadores.com.br

 

Fonte: Gerência de  Imprensa/Comunicação Institucional

Novembro 14, 2011 Posted by | água, jornalismo, meio ambiente, Planeta Terra | , | Deixe um comentário