Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Maricá Mostra Cultura acontece sábado no Centro

Galeria a céu aberto, com exposição e venda de arte e artesanato dos artistas plásticos e artesãos do Município de Maricá

Texto: Jorge André | Fotos: Fernando Silva

DSCN0971DSCN0976DSCN0980DSCN0985DSCN6514DSCN6545

Neste sábado (12/12) e no próximo (19/12) acontecerá na Praça Orlando de Barros Pimentel, Centro, das 9h às 22h, mais uma edição do projeto Maricá Mostra Cultura. Desenvolvida pela Secretaria Municipal Adjunta de Cultura, Ciências e Tecnologia, a feira é uma boa pedida para quem quiser antecipar as compras de Natal com boas opções de artesanato, bijuterias e artes plásticas. Os visitantes poderão, ainda, saborear uma diversidade de doces caseiros.

Entre os expositores está Maria da Gloria Manzone, 60 anos, cujo trabalho é a base de material reciclado. Segundo ela, seus produtos já foram expostos em diversas feiras, inclusive na Espanha. Ela acredita que a Maricá Mostra Cultura é um excelente projeto e transformará a cidade em um grande centro artístico. “Adoro expor aqui. Quase não saio de casa e quando tem esse evento é uma oportunidade de conhecer pessoas, trocar experiências e colocar a cidade no circuito das artes no Estado”, afirmou. Entre materiais que usa estão ladrilhos, madeira, alumínio e casca de ovo.

Para a coordenadora Rosely Peregrino, a Maricá Mostra Cultura está, a cada edição, caindo no gosto tanto dos artesãos quanto da população. “As vendas estão me surpreendendo. Os artistas tem mostrado grande interesse em expor aqui, e a população tem participado e comprado cada vez mais. Isso é um sinal de que o projeto está dando certo. Acredito que será um ótimo Natal para todos”, comemorou.

Quem quiser participar do projeto deve, obrigatoriamente, ser morador de Maricá, artista plástico, artesão ou escritor interessado em divulgar e vender suas obras. Para expor na feira, é necessário possuir tenda branca e lâmpada de emergência. As inscrições podem ser feitas no próprio local ou através dos telefones 2634-1165 e 96463-9464 (falar com Rosely Pellegrino).

A estudante Marcelle Vianna, 15 anos, mora em Cabo Frio, e sempre que pode visita a feira e leva para casa algum produto. “Minha madrasta mora aqui e venho sempre com meu pai. Acho muito legal, os produtos são lindos e os preços bem em conta”, afirmou. A mesma opinião tem Rosilaine Gomes, 49 anos, moradora de Guaratiba. “As peças são diferentes e o preço cabe no bolso. Esta feira deveria acontecer mais vezes”, sugeriu.

Anúncios

Dezembro 11, 2015 Posted by | arte, cultura, Feiras e Eventos, jornalismo, Lazer, Maricá, Maricá Mostra Cultura, projeto cultural | , , , , , | Deixe um comentário

Casa de Cultura de Maricá inagura mostra indígena nesta quinta

Secretaria de Cultura abre, hoje, quinta-feira (15/5), uma exposição sobre a cultura indígena de Maricá, que acontece na Casa de Cultura a partir das 18h. Além de manifestações culturais dos índios da Aldeia da Mata Verde Bonita, apresentando artesanatos e utensílios diversos, a mostra traz ainda um projeto de pesquisa intitulado “A Herança Indígena nas Terras Maricaenses”, coordenado pela jornalista Rosely Pellegrino e com curadoria da historiadora Maria da Penha e a arquiteta Renata Gama. A Casa de Cultura fica na Praça Orlando de Barros Pimentel, s/n, no Centro. E todos os moradores da cidade estão convidados.

Venha e conheça de perto a marca indígena registrada em nossa história. 

convite exposição em homenagem a Cultura Indígena

Maio 15, 2014 Posted by | cultura, Exposições, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | , , , , , | Deixe um comentário

Cine Clube Henfil Infantil de Maricá faz sucesso com a criançada

O Cine Clube Henfil Infantil de Maricá apresentou neste primeiro domingo do mês de abril o filme Chico Bento, um filme de Maurício de Souza, que demonstra o contraste da vida rural e urbana. A programação foi aprovada pela criançada, que pediu bis.

A coordenadora do projeto do cine clube infantil Janine Siqueira, informa que a Secretaria de Cultura está organizando uma programação especial para todos os domingos do mês de maio, quando Maricá estará completando 200 anos, voltada para o público infantil, que será apresentada as 18h.

O Cine Clube Henfil Infantil fica na Casa de Cultura de Maricá, Praça Orlando de Barros Pimentel, com entrada franca.

Maiores Informações 21.3731.1432.

Nas fotos você confere o sucesso do evento.

ImagemImagemImagem

ImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Abril 7, 2014 Posted by | cinema / produção, jornalismo, Lazer, Maricá, social | , , , , | Deixe um comentário

Na Casa de Cultura de Maricá: Cineclube Henfil exibe o filme "O que é isso, companheiro?"

Texto: Rafael Zarôr | Fotos: Divulgação

Filme conta história dos estudantes que lutaram contra a repressão da ditadura. Sessão gratuita começa as 19h

Longa-metragem do diretor Bruno Barreto aborda a luta armada contra a ditadura militar e será apresentada nesta quarta-feira (19/03) na Casa de Cultura, no Centro

O Cineclube Henfil de Maricá desta quarta-feira (19/03) apresenta mais um filme sobre a ditadura militar – período de 1964 a 1985 em que o país viveu sob os anos de chumbo. O longa-metragem "O que é isso, companheiro?" (1997 – Brasil), do diretor Bruno Barreto, será exibido na Casa de Cultura, a partir das 19h. A sessão é gratuita, mas os interessados precisam chegar 30 minutos antes para garantir uma senha de acesso.

O longa recebeu duas indicações para premiações internacionais: Oscar de Melhor Filme Estrangeiro (1998) e Urso de Ouro do Festival Internacional de Berlim, Alemanha (1997). Já o diretor Bruno Barreto ganhou o prêmio American Film Institute (Instituto Americano do Cinema), na categoria Melhor Longa Metragem, em 1997. O elenco é repleto de estrelas consagradas do cinema nacional, como Fernanda Montenegro, Milton Gonçalves, Othon Bastos, Luiz Fernando Guimarães, Pedro Cardoso, Selton Mello, Fernanda Torres, Caio Junqueira, Matheus Nachtergaele, Marco Ricca, Cláudia Abreu, Eduardo Moscovis, além da participação especial do ator americano Alan Arkin.

Com 110 minutos de duração, a trama conta a história do jornalista Fernando (Pedro Cardoso) e do amigo César (Selton Mello), que abraçam a luta armada contra a ditadura militar após a promulgação do AI-5, em 1968, que acabava com a liberdade de imprensa e os direitos civis. Eles se alistam em um grupo guerrilheiro de esquerda e, em uma das ações do grupo, César é ferido e capturado pelos militares. Fernando então planeja o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick (Alan Arkin), para negociar a liberdade de César e de outros prisioneiros políticos que eram torturados nos porões da ditadura.

O filme "O que é isso, companheiro?" foi inspirado no livro homônimo do político e escritor Fernando Gabeira. Uma curiosidade é que os nomes de alguns personagens ligados à guerrilha foram mantidos em sigilo e trocados por nomes fictícios.

Durante 21 anos, a ditadura restringiu o direito do voto, a participação popular e reprimiu com violência todos os movimentos de oposição. O regime teve fim somente em 1985, quando o governo pressionado pelo movimento "Diretas Já", que mobilizou a população em defesa do voto direto, escolheu indiretamente o deputado Tancredo Neves para presidência, por meio do Colégio Eleitoral formado por deputados federais e senadores. A partir daí, os sucessores à Presidência da República foram eleitos por votos diretos.

Sessão especial sobre Darcy Ribeiro

Neste mês, o Cineclube Henfil exibe mais um filme que aborda a ditadura militar. No dia 26, será apresentada a obra "O velho – a história de Luiz Carlos Prestes". Mas antes, no dia 25, a Secretaria de Cultura presenteia o público com uma sessão especial ao exibir o documentário "Darcy Ribeiro, o guerreiro sonhador". Com narração da atriz Cássia Kiss, a obra traz depoimentos de Oscar Niemeyer, Ziraldo, Leonel Brizola, entre outros, sobre a vida do educador. A Casa de Cultura fica na Praça Dr. Orlando de Barros Pimentel, no Centro.

MAIORES INFORMAÇÕES: 21. 3731.1432.

Março 19, 2014 Posted by | cinema / produção, jornalismo, Lazer, Maricá, projeto cultural | , , , | Deixe um comentário

“Tributo ao Chico” faz sucesso no Lapa Café

Texto: Rosely Pellegrino, fotos: Clarildo Menezes

Evento que inaugurou com sucesso, o Projeto Sala Cult, idealizado e realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de Maricá, com apoio da Prefeitura Municipal, “Tributo ao Chico”, ultrapassou nesta quinta-feira, 12 de setembro, as fronteiras do município, e foi apresentado no Espaço Lapa Café, tradicional casa noturna do famoso bairro boêmio do Rio de Janeiro, onde foi recebido com a casa lotada.

DSC_7633DSC_7637DSC_7651

O show de Ronaldo Valentin (voz e violão), acompanhado pela Banda Amigos da Cultura, que conta com músicos: Pedro Szigethy (violoncelo), Dalbert Lopes (violino, pandeiro e violão), Iraguaci Santos (tamborim), Sergio Aranda (percussão) e Paulo Ernani (cajon), foi dirigido por Alvaro Ferreira e Walter Ramos, e apresentou uma condensação das quatro sextas-feiras do mês de junho, em que o Tributo ao Chico foi realizado na Casa de Cultura de Maricá, reunindo os temas, Miscigenação, A Mulher, Escritor e Romântico, e Na Política.

 DSC_7777DSCN7219

O espetáculo reuniu as canções que consagraram Chico Buarque, como “Cálice”, “Construção” e “Homenagem ao malandro”. Com 1h30min de duração, a homenagem contou ainda com a participação da cantora Dalva Alves, interpretando “O meu guri” e “Trocando em miúdos”. Além das participações especiais de: Janine Siqueira (voz), Perceu Silva, Kelly Kristiny Lima, Lunah Verdan e Cristian Brum (interpretação).

DSCN7237DSCN7255DSC_7724DSC_7725DSC_7728DSC_7804DSC_7813DSC_7891

Os artistas de Maricá receberam aplausos e inúmeros elogios pelo espetáculo, assim como convites, para apresentarem o tributo musical ao grande mestre Chico Buarque, em outras casas de shows da Lapa

DSC_7968DSC_7955

O secretário municipal de Cultura de Maricá, Sérgio Mesquita, enfatizou a importância de estar divulgando a Cultura do Município, agradeceu a presença de todos e parabenizou a equipe pela sucesso do evento.

DSC_7981DSC_7994DSC_8015

Setembro 16, 2013 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, musica, shows e eventos, social | , , , , , , , | 1 Comentário

Prefeitura de Maricá encerra Projeto Cultural GOLPE DE 64: A história que não foi contada

Fotos de Fernando Silva, Rodrigo Farias Noronha e Rosely Pellegrino

Vídeo Jorge André Batista Dé

Por Sérgio Mesquita (Secretário Muniipal de Cultura de Maricá)

Depois de três cancelamentos fechamos o Projeto Cultural Golpe de 64 – História que não foi contada, com o excelente show multimídia na Praça Orlando de Barros Pimentel neste 1º de maio. Aconteceram alguns problemas de iluminação e som por conta da decisão de realizarmos em cima da hora o show, em um evento patrocinado pela Secretaria do Trabalho, ossos do ofício. Só podemos agradecer a oportunidade que nos deu a Secretaria do Trabalho e o apoio das Secretarias de Turismo, Educação e Direitos Humanos.

Durante um mês, foram cinco filmes com palestras e debates com a plateia, uma Batalha de MC`s, o Dia Internacional da Poesia e o show de encerrando o Projeto. Uma verdadeira aula sobre o período negro de nossa recente história.

O objetivo foi o de resgatar nossos verdadeiros heróis e apresentar para as gerações que não viveram aqueles momentos de terror ( 80 para cá), como aconteceu e as estratégias aplicadas para o sucesso do Golpe: o desmantelamento da Educação e a concentração dos meios de comunicação nas mãos das famílias que apoiaram o Golpe. Tínhamos o dever de denunciar estas estratégias, pois elas são as mesmas utilizadas até hoje.

Muito timidamente conseguimos alguns avanços na questão da Educação, notadamente nos últimos 10 anos. Na questão da mídia a situação só não é pior por conta do advento da Internet que permite um contraponto à mídia “democrática”, mais com alcance limitado e com riscos de ser abafado por conta das propostas de controle pelo Estado (França, Inglaterra, EUA e outros),que em nome da segurança querem o controle total da Internet e nos calar mais.

Hoje praticamente só temos a Internet para denunciar as mesmas manipulações que aconteceram em 1954 (contra Getúlio) e 1964 (contra Jango), através das mesmas fórmulas. Mentiras, ocultação do que não é de interesse e desvirtuação dos fatos são práticas comuns nas grandes redes de televisão e mídia impressa. Verdades viram mentiras e mentiras viram verdades. Condena-se e inocenta-se com a mesma desfaçatez e cinismo, e preparam um novo Golpe nos dias de hoje. Não existe “interesse em acabar a corrupção” existe o interesse de retomar o poder. Não pelas elites – não os são, mais pelas classes que ainda dominam o país e não admitem a distribuição do que acreditam serem “suas” rendas.

Na realidade não são as questões religiosas, de liberdade ou não, que movem o mundo para as guerras de “libertação”. Foram e sempre serão lutas pelo capital e sua concentração. O bem contra o mal se traduz em mais dinheiro no bolso a qualquer custo.

Por isso fizemos questão de realizar este projeto pela Casa de Cultura e pretendemos fazer muito mais. Como cita Raul Castro: “devagar mais sem pausa”.

No mais só posso agradecer a equipe de colaboradores da Cultura e aos nossos amigos que incentivaram, criaram e discutiram o show em sua forma e conteúdo e, claro, ao nosso Governo Municipal.

IMG_3191

IMG_3195IMG_3200IMG_3208IMG_3209IMG_3212

DSCF7441DSCF7447

IMG_3225IMG_3226IMG_3227DSCF7460IMG_3258DSCF7467DSCF7469DSCF7471DSCF7476DSCF7485DSCF7499IMG_3259DSCF7500

IMG_3263IMG_3264IMG_3265

IMG_3271IMG_3272

IMG_3280DSCF7509DSCF7513

IMG_3289IMG_3298DSCF7520IMG_3300DSCF7523IMG_3304DSCF7539DSCF7540IMG_3318

IMG_3310DSCF7542

DSCF7555DSCF7565DSCF7566DSCF7568

DSCN1369IMG_3397

DSCN1370DSCN1361

Nota desta editora:

No vídeo produzido e editado pelo jornalista Jorge André, um resumo do que foi apresentado no dia 1 de Maio. tp://www.facebook.com/photo.php?v=517972338263335

IMG_3416Agora com o a palavra o Diretor Álvaro Ferreira

“Há determinados momentos da vida em que nos atiramos de cabeça num mar de idéias misturados com sonhos e coisas que deixamos de fazer. Foi assim que aconteceu com o “SHOW DO GOLPE DE 64” uma idéia que surgiu do coletivo, mais precisamente da roda que realizamos todas as manhãs e que criou corpo numa mente cheia de vontade de voltar a fazer o que gosta. Construímos assim um espetáculo multimídia com Teatro, Dança, Música, Vídeo que passo a passo, pedra por pedra foi sendo construído, ensaiado e revelado num emaranhado de cenas cercadas de muita emoção, não somente pelo tema, mas também pela vontade de uma equipe de atores, não atores, músicos, bailarinos, coreógrafo, amigos e pessoas que contribuíram para a construção desse espetáculo. Foi muito bom exercitar meus conhecimentos e ver que tudo deu certo, apesar de alguns bons tropeços, que nos servem somente para que não venhamos a cometer os mesmos erros. Eu ainda acredito, e muito, num trabalho em equipe, pois somente dessa forma podemos crescer aprendendo. Obrigado a todos que fizeram comigo esse real momento de sonhos”.

Nota desta editora: Vale lembrar que a Prefeitura de Maricá ofereceu ao trabalhador uma noite memorável com show histórico e sinfônica

A união e parceria das secretarias de Cultura, Trabalho, Educação, Turismo e Direitos Humanos, proporcionou uma festa ao trabalhador que já entrou para história do um município.

No Dia do Trabalho foi apresentado na Praça Orlando de Barros Pimentel, o encerramento do Projeto Cultural Golpe de 64, dirigido pelo professor Álvaro Jorge Coutinho Ferreira, que no elenco e na produção contou com a participação da equipe da secretaria municipal de cultura, e de amigos da Cultura, a apresentação do Show Multimídia que também foi um marco do resgate da história cultural e política do nosso município, arrancou aplausos da numerosa platéia que se surpreendeu com os depoimentos sobre o que aconteceu na vida das tradicionais famílias maricaenses durante o período da repressão.

Finalizando a noite com chave de ouro, e dando vivas à liberdade e a vida, a Sinfônica Ambulante, realizou uma apresentação que envolveu a praça e o publico em um clima de musicalidade, harmonia, sintonia, liberdade e felicidade. A festa terminou com uma grande confraternização.

DSCN1374DSCN1375DSCN1379DSCN1386DSCN1388DSCN1423DSCN1424 

Sinfônica Ambulante é um  bloco inovador de Niterói, onde o som dos bateristas e percussionistas se junta ao sopro dos metais! Saxofones, trompetes, trombones e flautas se unindo ao ritmo de surdos, caixas, repique, alfaia, derbake… com eclético repertório que toca desde sambas consagrados ao bom e velho rock and roll, passando por diversos ritmos diferentes, dentre eles a funky music, o forró, o maracatu, a salsa, o jazz, e sempre com muito espaço pra descontração entre os integrantes e liberdade para improvisos, o que torna cada apresentação uma enorme diversão!

Maio 6, 2013 Posted by | cultura, Dança, direitos humanos, Educação, jornalismo, Lazer, literatura, Maricá, musica, política, projeto cultural, shows e eventos, Teatro, trabalho e renda, turismo | , , , , , , , , | Deixe um comentário

Teatro de Caixa no Cineclube Henfil de Maricá

 

Teatro para uma pessoa com apresentação de 1 minuto. Foi apresentada a peça "Zicartola". Fantástico!

A Casa de Cultura de Maricá recebeu a apresentação do Teatro de Caixa, o público presente fez fila para assistir a peça, e aplaudiu a inicativa.

59585_517755894924560_1647480100_n150959_517755921591224_623916436_n184424_517755938257889_319321248_n424464_517755948257888_1618119796_n

Janeiro 19, 2013 Posted by | cultura, jornalismo, Lazer, Maricá, Teatro | , , , | Deixe um comentário