Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Missão empresarial italiana visita Maricá para avaliar futuros investimentos

Texto: Marcelo Ambrosio | Fotos: Marcelo Ambrosio

A missão italiana representa 3 mil empresas do setor de construção civil apenas em Roma e arredores

Um grupo de dez jovens empresários italianos esteve durante toda a quarta-feira (31/10) visitando Maricá para avaliar futuros investimentos no município. A missão italiana reuniu os principais executivos da Acer, a associação de empresas de construção civil de Roma, entidade que congrega 3 mil companhias com média de faturamento anual em torno de 25 milhões de euros cada uma. Os empresários são parte da segunda ou terceira geração de famílias que controlam grandes conglomerados no setor e estão em um projeto oficial de busca a novos mercados fora da Itália.

Na sede da Prefeitura, a missão liderada pelo consultor Fabio Vicenzi foi recebida pelo chefe de gabinete Cleber Otero, representando o prefeito Washington Quaquá, e pelo secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Lourival Casula. Após o encontro, o grupo fez um sobrevoo pelo município, observando as condições locais e conhecendo principalmente os grandes empreendimentos imobiliários lançados recentemente na região.

Coube ao secretário fazer uma pequena apresentação de Maricá, tanto da relação entre as vantagens naturais geográficas – sobretudo na área das reservas do pré-sal – quanto da implantação de grandes projetos como o Complexo Petroquímico de Itaboraí e o Pólo Naval de Jaconé. Casula também destacou a excepcional oportunidade de investimento que Maricá representa exatamente para quem busca novos desafios e horizontes. “A Prefeitura vai começar a montar, a partir de janeiro, o plano diretor que criará as condições ideais para a chegada de qualquer empresa, seja um fabricante de bicicletas à própria construção civil, seja para a indústria de apoio à exploração offshore ou para a criação de projetos de turismo ou de geração de energia alternativa”, explicou Lourival Casula. “Esse é o momento, a cidade está aberta para receber quem quiser investir e produzir aqui”.

Representando a Acer, o empresário Carlo Muratori – é presidente do comitê internacional da entidade – agradeceu a oportunidade de conhecer Maricá e explicou o interesse desse grupo significativo de empresas romanas por locais como esse. “Dado o momento que a Europa vive, é natural que busquemos outras perspectivas. Nosso setor pode contribuir muito para o desenvolvimento local porque identificamos condições muito semelhantes à que nossas empresas viveram nos anos 70, quando Roma e a própria Itália passaram por uma grande transformação no planejamento urbano”, descreveu. “Podemos colaborar muito com essa experiência, inclusive evitando problemas que enfrentamos no nosso processo”, continuou Muratori. “A sinergia de cultura e métodos de trabalho que desenvolvemos desde o pós-guerra a partir da interação com setores públicos de vários países, incluindo Alemanha e EUA, facilitou bastante”, completou.

Sobrevôo surpreende

A visão do alto ajudou e os empresários voltaram impressionados com o potencial de investimentos e com a área disponível. “Poderíamos escolher eventualmente um setor em especial para atuar primeiro, aplicando nossa experiência de gestão”, contou Carlo Muratori, que recebeu do secretário a informação de que um condomínio empresarial com 2 milhões de metros quadrados será implementado na cidade também a partir do ano que vem. Ao final do encontro, o grupo da Acer convidou o secretário Lourival Casula para uma apresentação a 50 associados na sede em Roma.

Os empresários almoçaram no Privilege Golf Club, de onde partiram os vôos

Os empresários se dividiram em grupos e acompanharam o secretário Lourival Casula na aeronave

Anúncios

Novembro 1, 2012 Posted by | jornalismo, Maricá, Mercado Imobiliário, Urbanização | , , , | Deixe um comentário