Noticiário RJ on line

As melhores notícias com Rosely Pellegrino

Inaugurada a Galerie D’Art Lúcia Hinz na Alemanha

Assessoria : Texto: Katiuscia Czakaj – Fotos: Simone Krunas

Em maio de 2010 a cidade de Alsdorf, na Alemanha ganhou a Galerie D’Art Lúcia Hinz, localizada na Luisestrassse 49, próximo aos principais centros culturais da cidade.

Para marcar a intenção de internacionalização de seu programa de exposições, Os empreendedores da empresa Group4fair, proprietária da galeria, apostam em um processo de realizações de exposições de artistas nacionais e internacionais, contribuindo para a excelência da cidade nas artes visuais.

1-Alfred Sonders e Lucia Hinz Prefeito de Alsdorf-Alfred Sonders e Lúcia Hinz

2-Iva Engels-Emb.Cézar Amaral-Lúcia Hinz Iva Engels, Embaixador Cézar Amaral, Consul Geral do Brasil em Frankfurt,  e a artista plástica Lúcia Hinz

3-Klaus Pavel-Lucia Hinz_iva engels Klaus-Pavel, Consul Honorário  do Brasil em Aachen,  Lúcia Hinz, Iva Engels, Presidente da Fundação Pavel

4-sonia schneider e Anna guerra  Sonia Schneider, vice-presidente do Círculo Brasileiro de Köln/Colônia e Anna Guerra, artista plástica/curadora do Projeto Panorama Brasil em Movimento

5-lucia hinz-Alfred Sonders-darci weihs-marcia  Lúcia Hinz, Alfred Sonders, Prefeito de Alsdorf, Darci Weihs, Presidente do Círculo Brasileiro de Köln/Colônia e a empresária Marcia Meier

6-galerie frente  Frente da Galerie D’Art Lúcia Hinz na Alemanha

7-detalhe do jardim da galeria  Detalhe do jardim da Galerie D’Art Lúcia Hinz na Alemanha

A galeria foi inaugurada com a mostra Leichtkeit “Leveza”

8-Dan reiffert  Dan Reiffert designer de joias

O designer alemão Dani Reiffert apresentou sua mais nova coleção de joias arquitetura para os dedos de altíssimo nível e uma das peças que mais chamou atenção foi o anel “garota de Ipanema.

A artista Lúcia Hinz, um dos nomes centrais da arte contemporânea internacional, a quem é dedicado o nome da galeria, apresentou uma retrostectiva dos seus últimos dez anos de trabalho.

O evento contou com clientes, amigos e familiares dos artistas e recebeu também a ilustre visita do embaixador Cézar Amaral, do Consulado-Geral do Brasil em Frankfurt, Iva Engels presidente da Fundação Pavel e Alfred Sonders prefeito da cidade, que na ocasião declarou publicamente ser para Alsdorf uma honra ter Lúcia Hinz entre seus habitantes.

Os espaços expositivos são de 200 m², onde seus vistantes podem olhar, sentir e pensar sem palavras.

9-Rüdiger Hinz e Madame Michels Rüdiger Hinz, Diretor da empresa Group4fair recebendo com carinho Madame Michels

10-visitantes  Visitantes Galerie D’Art Lúcia Hinz elogiaram o bom gosto com que foi distribuído o espaço e parabenizaram o Group4fair pela iniciativa em prol da arte e da cultura.

11-Rosália valeriana-Michael Giesen-Silvio santos Rosália Veleriana (empresária),  Michael Giesen (jornalista) Silvio Santos, (funcionário da Embaixada do Brasil na Bélgica) e visitantes da galeria

12-a esquerda leila a direita Katiuscia czakaj  A esquerda Leila, a direita a querida jornalista Katiuscia Czakaj

13-lúcia hinz e sonia schneider  Lúcia Hinz e Sonia Schneider, Vice-Presidente do Circulo Brasileiro de köln/Colonia
14-lucia hinz e simone krunas  Lucia Hinz e a fotográfa Simone Krunas, responsável pelos flashs do evento

Nota desta editora: Amiga Lúcia  Hinz, grande guerreira, e quem conhece suas raizes sabe do que estou falando, que a Galerie D’Art Lúcia Hinz na Alemanha, possa sempre somar com a Arte e a Cultura Brasileira. Parabéns e sucesso, são os votos desta jornalista que acompanha seu empenho e dedicação no sentido de valorizar e enobrecer os nossos artistas e a riqueza artística-cultural brasileira por este mundo afora. Palmas para você por mais esta conquista e realização de um sonho, extensivo aos empreendedores do Group4fair.

Para saber mais visite site:

www.galerie-lucia-hinz.de

www.group4fair.com

Anúncios

Maio 31, 2010 Posted by | arte, cultura, jornalismo, shows e eventos, social | 1 Comentário

Boemia segura no Estado do Rio de Janeiro

Fonte: site do Goverandor Sérgio Cabral Filho – Rio Acontece

Lei Seca em Botafogo, num fim de semana à noite

Número de mortos e feridos em acidentes caiu 21,8% em um ano de Lei Seca no trânsito

Em um ano e dois meses de Operação Lei Seca no Rio, menos 5.037 pessoas foram vítimas de acidentes de trânsito na capital, Região Metropolitana e Baixada Fluminense. De acordo com o porta-voz da Operação Lei Seca no Rio, Carlos Alberto Lopes, a redução aconteceu graças à conscientização dos motoristas, que passaram a evitar dirigir depois de beber. Mais de 98% dos 205.168 motoristas aboovernador rdados nas blitzes não estavam alcoolizados, segundo a Secretaria de Estado de Governo.
Um exemplo é o funcionário público Fernando Rodrigues, de 45 anos. Ele diz que há um ano não bebe mais uma gota de álcool antes de pegar no volante.
– Antes era normal. Bebia normalmente e dirigia, ou melhor, achava que dirigia normalmente. Depois passei a revezar com minha namorada e, hoje, para que os dois fiquem a vontade, adotamos o táxi. Bem mais tranquilo – acredita ele.

Operação da Lei Seca em Botafogo, num fim de semana à noite

Segundo o Grupamento de Socorro de Emergência (GSE) do Corpo de Bombeiros, o número de mortos e feridos no trânsito, de 19 de março de 2009 a 5 de abril de 2010, é 21,8% menor do que registrado no mesmo período do ano passado.
Uma pesquisa feita pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa Social (IBPS) para a revista "Veja Rio"  revelou que 97% dos cariocas aprovam a Operação Lei Seca, que inclusive foi indicada pela Organização Mundial de Saúde como modelo a ser seguido em todo o mundo para a prevenção de acidentes de trânsito.
─ Os resultados são muito positivos, por isso a Operação hoje é referência nacional e até mundial. No Rio, a fiscalização é uma política pública de caráter permanente. Não é uma coisa que vai acabar. Então, as pessoas confiam. E já ficou claro que os motoristas mudaram de hábitos. Eles não deixaram de beber, mas passaram a utilizar transporte público, carona, o amigo da vez, e táxis. Os taxistas, por exemplo, tiveram um aumento de 30% no movimento. A Operação não é contra a bebida, mas a favor da vida ─ diz Carlos Alberto Lopes.
O taxista Paulo Sérgio Gonçalves Passos, de 45 anos, na praça há 21, confirma o aumento no número de passageiros após a entrada em vigor da Lei Seca.
– E mudou até o perfil do passageiro – acrescenta. – Na zona sul, por exemplo, quem pegava mais era o pessoal que morava longe. Agora os próprios moradores da região adotaram o táxi. E muito adolescente também. Aqueles que, antes pegavam o carro do pai para curtir a noite agora optam pelo táxi. Com esse aumento do movimento e as operações ficou até mais seguro rodar de madrugada – aprova.

De 19 de março de 2009 até 30 de abril deste ano, 38.138 motoristas receberam multas e 11.577 veículos foram rebocados. No mesmo período, 15.580 carteiras de habilitação foram recolhidas e 193.401 testes com etilômetro foram realizados. Foram aplicadas ainda 2.512 sanções administrativas e 899 criminais (para os motoristas com índice de alcoolemia acima dos 0,29 mlg/L estabelecidos na Lei). Depois de um ano de Operação, o teste do bafômetro também tem sido mais aceito. De acordo com Lopes, a recusa caiu de 12%, em março de 2009, para 5,8%, em abril de 2010:
– Antes os motoristas alegavam o direito de não produzir provas contra si mesmo. Agora, a recusa caiu para menos da metade. Isso é fruto do processo de conscientização. Realmente houve uma mudança de comportamento. Os motoristas reagem de maneira positiva. Priorizamos uma abordagem cidadã, sem intimidação, e que explica o objetivo de preservação da vida humana. O trabalho dos cadeirantes, que dão testemunho, também contribuiu muito.
Operação Lei Seca, na Zona Sul do Rio, num sábado à noite

Os motoristas são abordados durante as blitzes nas ruas e passam pelo teste do etilômetro para medir o teor de bebida alcoólica ingerida. Enquanto isso, cadeirantes vítimas de acidentes de trânsito, estudantes de medicina e fiscais da Secretaria de Estado de Governo fazem panfletagem em bares, boates e restaurantes para alertar sobre o perigo de misturar direção e álcool. Atualmente com sete equipes e 140 profissionais na capital, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí, as operações podem chegar a outros municípios do estado em breve.
– Estamos verificando a possibilidade de estender a fiscalização, mas ainda não há prazos – afirma o porta-voz da Operação Lei Seca.
Além da Secretaria de Estado de Governo, participam da operação policiais civis e militares, Detran e CET-Rio. A ação é apoiada ainda pelas seguintes instituições: Uerj, UFRJ, Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, ONG Trânsito Amigo, 260 associações de taxistas, Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), SuperVia, Metrô-Rio e Barcas S.A.
O objetivo é diminuir ainda mais o número de histórias como as relatadas pelo aposentado Élcio Moraes de Melo, de 53 anos. Ele conta já ter sofrido acidentes em duas ocasiões por conta da bebida. Um deles aconteceu quando tinha 19 anos e estava no banco do carona de um motorista alcoolizado.
– Estávamos saindo de uma festa na Baixada Fluminense  -  lembra. – Sofri diversos ferimentos e outro passageiro, que estava atrás do motorista, faleceu. 
No outro acidente, quem estava ao volante era ele próprio:
– Eu tinha 20 anos e estava ao volante. Também saindo de uma festa, subi numa agulha. Ninguém morreu, mas tivemos vários ferimentos. Eu era novo e tinha uma arma na mão. Porque realmente é uma arma. Hoje quando vamos sair quem dirige é minha esposa. Ela não bebe e já sai de casa com a chave na mão. E procuro orientar meu filho para pegar táxi ou conseguir uma carona com alguém que não beba. Ele tem o exemplo dentro de casa.

Leia mais:

Operação Lei Seca ganha blitz móvel contra fugas

Maio 29, 2010 Posted by | campanha social, segurança pública, transporte | Deixe um comentário

Vereador de Maricá Uiltinho Viana foi solto através de mandato judicial

Fonte: Gazeta RJ

Juiz atende pedido de habeas-corpus solicitado pelo advogado Antônio Vieira Filho

Menos de 48 horas após a sua prisão, o vereador Uilton Viana Filho (PSB), filho do vice-prefeito de Maricá, foi solto através de mandado judicial, devendo responder a processo em liberdade. O vereador, acusado de injúria e desacato à autoridade, sofreu agressão de policiais que o abordaram na noite do dia 27, quando voltava da Sessão Solene da Câmara Municipal, em comemoração ao aniversário da cidade.
A confusão foi estabelecida quando o vereador tentou ultrapassar com seu carro, o Honda Civic KOZ-5298, um grupo de motociclistas da Polícia Militar, que estavam paradas interditando parte da pista sentido Niterói. Os policiais eram os mesmos que estavam vindo do evento, onde momentos antes o Comandante Geral da PM, coronel Mário Sérgio, fora homenageado pelos vereadores, inclusive Uilton Viana Filho. Segundo o vereador, que estava com a namorada e uma amiga, os policiais pediram os documentos do veículo aos gritos e sob ameaça de armas de fogo. Ao reclamar que não era necessário violência, foi jogado ao chão, algemado e agredido. Segundo a polícia, ele “teria caído após resistir à voz de prisão”. Segundo o delegado da 78ª DP, Reginaldo Guilherme da Silva, houve excesso dos dois lados. “Mesmo que tenha havido injúria, existe lei para isso, e a agressão não se justifica”, declarou. O vereador foi submetido à exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), em Tribobó, e depois à Polinter, em Neves, onde ficou preso.

Boa conduta
Assim que soube do fato, o pai do vereador e vice-prefeito de Maricá, Uilton Viana, mobilizou o advogado Antonio Vieira Filho, que entrou com petição ao Juiz da 5ª Vara Criminal, requerendo a liberdade provisória do parlamentar. O prefeito de Maricá, Washington Quaquá e os 11 vereadores que compõem a Câmara Municipal, endossaram o pedido, atestando boa conduta do vereador. Pelas fotos se vê que o vereador sofreu várias agressões pelo corpo. Familiares e amigos anexaram fotos ao processo que foi encaminhado à 5ª Vara Criminal.

O vereador foi autuado por crime de injúria (Artigo 140, parágrafo 3º enquadrado no Artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal) e desacato à servidor público (Artigo 331, parágrafo 1). Porém, segundo o advogado do acusado, Dr. Antonio Vieira Filho, houve abuso de autoridade. “As fotos provam que houve agressão. Elas mostram com clareza as lesões sofridas pelo acusado, que teve a sua cabeça imprensada no asfalto por um dos policiais. As fotografias são tão marcantes que a autoridade policial antes de lavrar a peça de Flagrante determinou que o indiciado recebesse cuidados médicos no Hospital Azevedo Lima. O Ministério Público vai apurar as responsabilidades. Se for configurado que houve algum tipo de tortura, o quadro poderá ser revertido em favor do acusado. O caso já saiu do âmbito policial. Agora, a decisão está com a Justiça, que, confiamos, será feita”, comentou o advogado.

Maio 29, 2010 Posted by | jornalismo, política | Deixe um comentário

Vereador de Maricá é detido após confusão com policiais militares

 Por: Rodrigo Rebechi 27/05/2010
uiltinho Uilton Viana Filho teria discutido com policiais militares e xingado um deles de ‘macaco’. Família, por sua vez, alega que parlamentar foi agredido durante abordagem da PM
Uilton Viana Filho teria discutido com policiais militares e xingado um deles de ‘macaco’. Família, por sua vez, alega que parlamentar foi agredido durante abordagem da PM

Cinco policiais do 12º BPM (Niterói) se envolveram em confusão com o vereador e filho do vice-prefeito de Maricá, Uílton Viana Filho, de 28 anos, na madrugada de quinta-feira, no km 2 da Rodovia RJ-104 (Amaral Peixoto), no Caramujo.

O parlamentar, acompanhado da namorada e de uma amiga do casal, voltava de carro de  uma solenidade na Câmara dos Vereadores, onde várias homenagens foram feitas, inclusive ao comandante-geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio, quando o carro foi abordado pela PM.

Segundo o registro de ocorrência feito na 78ª DP (Fonseca), o vereador teria xingado de “macaco” José Carlos Azevedo da Silva, um dos policiais. O parlamentar nega a acusação e diz que foi agredido com socos e pontapés.

A confusão teria começado quando o carro de Uílton, o Honda Civic KOZ-5298, teria tentado forçar passagem entre as motocicletas dos policiais, que estavam paradas interditando parte da pista sentido Niterói. Desconfiados, os PMs solicitaram que o carro fosse para o acostamento. No depoimento, os policiais afirmam que Uílton ofereceu resistência. Já o parlamentar alega que teve arma colocada na cabeça e “que não havia necessidade do ato, pois suas mãos estavam sobre o volante”.

Ainda no registro de ocorrência, policiais afirmaram que o parlamentar teria ligado para um irmão dizendo “que um policial negão teria lhe parado” e, ao ser questionado sobre a declaração, teria retrucado com a frase “você é branco, macaco?”.

Em meio à confusão que se formou, Uílton alega que teria levado socos e pontapés no rosto e nos braços. No depoimento, policiais alegaram,  porém, que o vereador “teria caído após resistir à voz de prisão”.

O delegado-titular da 78ª DP, Reginaldo Guilherme da Silva, acredita que houve excesso de ambos os lados.
“Acredito que os dois tenham errado, se de fato houve mesmo a difamação por racismo. Mas se teve agressão, não se justifica”, declarou.

O vereador foi submetido a exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML) de Tribobó, em São Gonçalo. Familiares irão anexar fotos do parlamentar supostamente agredido ao processo que foi encaminhado para a 5ª Vara Criminal de Niterói.

O parlamentar foi autuado por injúria racial, crime inafiançável que pode gerar pena de um a três anos de cadeia. Por não ter obtido o habeas corpus até a noite de quinta-feira, Uílton foi encaminhado para a Polinter, em Neves.

O comandante do 12º BPM, tenente-coronel Rui França, que esteve no local da confusão minutos depois do fato ter acontecido, alegou que sua equipe procedeu de forma correta.

“Houve uma situação onde um veículo apresentou situação suspeita e nossos homens tiveram de sacar a arma, até pelo fato do carro ter película de proteção nos vidros. Aí, houve essa situação, do xingamento e ocorreu o flagrante de injúria racial e o caso foi parar na delegacia”, afirmou França.

O Fluminense

Maio 28, 2010 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Vereador Uiltinho Viana é preso após Solenidade de Aniversário de Maricá

Fotos: Jornalista Rosely Pellegrino

Segundo matéria que divulgo link baixo, o vereador estava em alta velocidade e teria feito uma manobra para ultrapassar as três motos dos policiais. O que teria levado a polícia a parar o veículo.

Assim que for possivel estarei divulgando matéria com declaração do vereador, ou de sua assessoria. Nesta reportagem assistimos a declaração de seu pai , o ex-prefeito e atual vice prefeito de Maricá, o advogado Uilton Viana, quando ele enfatiza o fato de os policiais terem sacado as armas durante a abordagem.

Link para assistir a matéria postada no blog do Galdino transmitido pelo jornal da TV Globo esta manhã

http://ggaldinosaquarema.blogspot.com/2010/05/vereador-de-marica-e-preso-por-racismo.html

O fato ocorreu após, a saída do vereador Ulton Viana Filho da Sessão Solene pelos 196 Anos de Emancipação Política e Administrativa de Maricá.

Na qual o vereador havia homenageado autoridades do alto escalão da Polícia Civil e o idolo do futebol brasileiro Romario.

DSC07093 No momento do Hino Nacional, Uiltinho (tercerio)

DSC07087 Na terceira fila entre os convidados especiais e autoridades, Adélia Breve de Marins, de casaco vinho, mãe do vereador. Na segunda fila, de bege, a namorada, que estava com ele no momento em que ele foi detido e preso pelos policiais, após participar deste evento.

Abaixo, Uiltinho realizando a entrega de Títulos de Cidadão Maricaense aos seus homenageados

DSC07204 DSC07206DSC07208 DSC07210DSC07079

Maio 27, 2010 Posted by | jornalismo, Uncategorized | Deixe um comentário

Inaugurações, Lazer, Saúde e Cidadania no Aniversário de 196 de Maricá

Fotos:  Rosely Pellegrino

O povo de Maricá recebeu nesta quarta-feira (26/5), dia do aniversário da cidade, um presente que foi bem recebido por seus munícipes: saúde, cidadania e lazer. As comemorações pelos 196 anos de emancipação político-administrativa do município foram marcadas pela participação da população nos eventos realizados na Praça Orlando de Barros Pimentel, a principal da cidade. Durante todo o dia, as tendas montadas no local receberam um bom público à procura dos serviços e atividades.
A primeira solenidade foi a missa em ação de graças na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Amparo. Em seguida, houve um ato cívico com o hasteamento de bandeiras, já na praça. Os pavilhões do Brasil, do Estado do Rio e da cidade de Maricá foram erguidos por alunos do Centro Educacional Municipal Joana Benedicta Rangel, ao som do Hino Nacional Brasileiro executado pela banda de música do 12º BPM (Niterói).
Participaram do ato os secretários Marcos Ribeiro (Educação), Thereza Varella (Saúde), Jorge Braga (Segurança Pública), Marcos de Dios (Direitos Humanos), Rony Peterson (Transportes), Márcia Garcia (Trabalho), Emerson Jefferson (Defesa Civil), Alba Valéria Teixeira (Comunicação Social) e Wagner Medeiros (Turismo). Este último falou aos presentes e parabenizou a população. “Temos um novo tempo começando e devemos olhar para a frente em nome desse período que vem aí. Estamos todos de parabéns”, exaltou Medeiros.
Após a cerimônia, quem estava na praça pode usufruir dos serviços oferecidos, como emissão de documentos, cadastramento em diversos programas (como transferência de renda e o “Minha Casa, Minha Vida”) e atendimento a questões trabalhistas (em parceria com a Secretaria Estadual de Trabalho).
Para as crianças, havia também recreação, oficinas de desenho e contação de histórias (feitas por formandas do curso normal do Colégio Estadual Elisiário Matta). O grupo da Terceira Idade participou de atividades como tai chi chuan e ginástica. Grupos de capoeira e kung fu também se apresentaram para o público.
A tenda mais procurada foi a da Secretaria Municipal de Saúde, onde era possível receber a vacina contra a gripe H1N1, fazer a medição de pressão e do índice de massa corpórea, além de dicas de escovação para as crianças. Todos os serviços ocorriam sob a orientação de profissionais da rede.
Na saída da tenda, os pacientes (a maioria idosos) exaltavam a iniciativa. “Não ia tomar a vacina, mas vi que havia esse local e resolvi entrar na fila. Acho importante essa mobilização”, afirmou a aposentada Marlene Calassara Rodrigues, de 60 anos.
Para o também aposentado Izaías Ferreira da Silva, de 74 anos, o atendimento foi excelente. “Já é uma tradição essa ação no dia do aniversário, fui muito bem atendido pelo pessoal aqui e creio que deve ter sempre”, ressaltou ele, que é membro do Conselho Municipal do Idoso. 

 DSC07011 DSC07012 DSC07014 DSC07015 DSC07016 DSC07018 DSC07020 DSC07025 DSC07026 DSC07027 DSC07028 DSC07029 DSC07030DSC07042 DSC07044DSC07033DSC07039DSC07032 DSC07076 DSC07035     DSC07045 DSC07047 DSC07048 DSC07052 DSC07071 DSC07072 DSC07074  

Hospital – Ainda pela manhã, foi inaugurado o serviço de atendimento humanizado na emergência do Hospital Municipal Conde Modesto Leal. A secretária municipal de Saúde de Maricá, Thereza Varela, elogiou o Sistema Único de Saúde (SUS) classificando-o como o maior veículo de inclusão social do mundo.
“Qualquer pessoa, brasileiro ou não, tem direito a ser atendido na rede conveniada do SUS. Esse fato só enaltece a Saúde social brasileira, tornando-a diferenciada em relação até a países mais ricos”, disse. A inauguração fez parte das comemorações do 196º aniversário da cidade.
Sobre a obra realizada, Thereza afirmou que um dos maiores desafios do governo do prefeito Washington Quaquá é dar mais qualidade de vida à população. “Esse desafio da qualidade de vida passa, necessariamente, pela área da Saúde”, garantiu. O diretor do hospital, Ubiratan Moreira, disse que novas melhorias serão efetivadas em breve. A Secretária de Saúde aproveitou a oportunidade para homenagear o quadro de enfermeiras do Conde Modesto Leal, bem como a funcionária administrativa Gelza, considerada uma espécie de “patrimônio do hospital”.
Sede da OAB – No início da tarde, a sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Maricá teve suas melhorias inauguradas também nesta quarta-feira. O prefeito de Maricá, Washington Quaquá, o presidente da OAB-RJ, Wadih Damous, diversos secretários municipais, a procuradora geral do município, Maria Inês Domingos Pucello, advogados e convidados participaram da cerimônia de inauguração de melhorias no espaço onde funciona a entidade. O ato fez parte das comemorações do 196º aniversário de emancipação político-administrativa do município. Na ocasião, foi inaugurada a Sala Karla Kristina de Mendonça, em homenagem à advogada recentemente falecida.
Depois de agradecer a presença das autoridades, o presidente da OAB Maricá, Amilar Dutra, enalteceu a participação de Wadih na luta nacional contra a decisão do Supremo Tribunal Federal que sepultou qualquer tentativa de  resgatar as pessoas desaparecidas durante a ditadura militar. “A participação de nosso presidente enobrece toda a categoria”, disse.
No mesmo tom, o prefeito Wasghington Quaquá afirmou que Wadih é um verdadeiro porta-voz da democracia. "A OAB, como a mais republicana das entidades brasileiras, não pode calar enquanto tiranos que mataram e estupraram continuam recebendo soldos e salários. Nós advogados temos a obrigação, e vamos permanecer assim , de continuar a luta para que as pessoas possam enterrar seus mortos e os infames sejam punidos”, disse.   


Prefeitura Municipal de Maricá
Secretaria de Comunicação Social

Maio 27, 2010 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário

ACEIM promoveu com sucesso Café Comunitário em Maricá

Texto, fotos e vídeo: Jornalista Rosely Pellegrino

clip_image002

Realizado na sede da ACEIM, no dia 25 de Maio de 2010, pelo Conselho Comunitário de Segurança de Maricá e promovido pela ACEIM – Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Maricá, o Café Comunitário que faz parte do Projeto do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Maricá, tem como meta, promover a participação da sociedade na segurança pública do município.

DSC06954DSC06963 DSC06966DSC06965  

Participaram da reunião, o Delegado Sérgio Caldas, Titular da 82º DP, Capitão PM Bruno Schorcht Comandante da 4ª Cia, o presidente da ACEIM, Jorge Factorine, concretizando esta parceria, com apoio da presidente em exercício da CDL Maricá, Marisete Cardoso, e contando com a presença do gerente geral do Banco Bradesco, agência Maricá, Marcos Cesar Farias Gonçalves, do Assistente de Negócios OJ, da Caixa Econômica Federal, Felipe da Costa Férez, de empresários, comerciantes e representantes de entidades da sociedade civil organizada, representando a OAB Maricá, o advogado Pedro Pádua, a imprensa esteve representada pela Jornalista Rosely Pellegrino (Noticiário RJ), Jornalista Paulo Celestino (Jornal Gazeta RJ), Pery Salgado (Jornal Culturart) e Vicente da Radio Sideral.

DSC06943DSC06949 DSC06944DSC06940 DSC06936DSC06941   DSC06927DSC06934DSC06945DSC06947  DSC06929 DSC06932 DSC06933 DSC06972DSC06977 DSC06973DSC06983 DSC06979

Jacques Alexandre da Silva e Silva, Presidente do CCS de Maricá, aproveita a oportunidade para convidá-los para nossa próxima seção plenária do Conselho Comunitário de Segurança de Maricá a realizar-se no Esporte Clube de Maricá, às 16 hora do dia 10 de junho de 2010.

Assista a entrevista com o Delegado Titular da 82 DP e saiba o que está sendo feito para aprimorar a Segurança Pública de Maricá

                  
Saiba Mais                                

CAFÉ COMUNITÁRIO

Os cafés comunitários, são realizados por cada Área Integrada de Segurança Pública (AISP), com o comandante do 12º Batalhão da Polícia Militar e o delegado titular da 82ª Delegacia de Polícia Civil(LEGAL) de Maricá, em reuniões com representantes de diversos setores da sociedade para analisar e discutir estratégias de policiamento na região. Na pauta de discussões, o exercício da cidadania: demandas da população, métodos de ações preventivas e resultados alcançados. Os relatórios destas reuniões devem ser entregues ao Instituto de Segurança Pública, para análise e adoção de medidas.

PROJETO

I FÓRUM COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE MARICÁ

A segurança pública é uma responsabilidade coletiva e cada cidadão tem o direito de participar da construção da sua própria segurança. Assim, o Conselho Comunitário de Segurança de Maricá, surge como um novo canal de comunicação – e muito mais direto – entre a comunidade e as polícias, na busca comum pela redução da violência.

As reuniões são mensais em cafés comunitários, realizados na Área Integrada de Segurança Pública do 12º BTL PM(AISP12), o comandante do Batalhão da Polícia Militar de Niterói e delegado da 82ª Delegacia da Polícia Civil (LEGAL) se reúnem com representantes de diversos setores da sociedade para analisar e discutir estratégias de policiamento na região.

No escopo desse projeto, foi elaborado um programa para execução do I FÓRUM COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DE MARICÁ, que tem por finalidade, discutir “O Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania-PRONASCI” com a sociedade, dando-lhes a oportunidade de conhecer as ações propostas pelo programa e encaminhar propostas de aplicações dos recursos do PRONASCI em situações consideradas mais relevantes no município de Maricá. Observando assim, a garantia da participação dos cidadãos como rege a Lei 11.530 e a regulamentação do PRONASCI.

Como conseqüência desses acontecimentos, o Conselho Comunitário de Segurança de Maricá, sediado provisoriamente na Rodovia Amaral Peixoto, km 31,5, Rua 29, Quadra 24, Condado, Marica, CEP: 24900-000 prevê o encaminhamento de um documento formal a prefeitura de Maricá, à Secretaria de Estado de Segurança Pública e ao Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro, elaborado pelos participantes, com as principais preocupações com a aplicação dos recursos do PRONASCI e buscando resultados substanciais para o município, através da menção das prioridades na aplicação dessa verba segurança pública municipal.

1 OBJETIVOS DO FÓRUM DO CCS-MARICÁ

O objetivo do Fórum do CCS-MARICÁ, é informar a sociedade maricaense às formas de participação no PRONASCI que são: o Território de Paz, Mulheres da Paz, Protejo e apoio aos Profissionais de Segurança; e dessa forma tentar garantir a empregabilidade dos recursos de forma inteligente e participativa.

Maio 27, 2010 Posted by | jornalismo, segurança pública | Deixe um comentário

Incendio na Beng Pastelaria movimenta o Centro de Maricá

Beng Pastelaria localizada ao lado do Supermercado Princesa, no Centro de Maricá, teve um início de incendio, neste fim de tarde de terça feira, 25 de Maio.

Segundo informações de um funcionário, o fogo começou na cozinha, por causa desconhecida até o momento. Os bombeiros chegaram rapidamente e agiram com eficiência apagando as chamas e evitando um desastre maior, pois, de um lado funciona o Supermercado Princesa e do outro uma farmácia.

 DSC06989 DSC06994 DSC07001 DSC07005

Maio 26, 2010 Posted by | jornalismo | Deixe um comentário

Dia do Evangélico será comemorado com festa em Maricá

Hoje, dia 25 de maio, será comemorado o Dia do Evangélico em Maricá. O evento acontece a partir das 19h na Praça Orlando de Barros Pimentel e será animado pelo trio elétrico da Rádio 93 FM, além de contar com a presença de Cristina Mel, Sarando a Terra Ferida, Bruna Karla e Ariane.

O Dia do Evangélico é uma parceria da Prefeitura Municipal de Maricá com a Associação de Ministros Evangélicos.

Maio 25, 2010 Posted by | jornalismo, religioso | Deixe um comentário

Mariana Mello nadadora de Maricá é Ouro em Copacabana

brasilia 2009 051 Mariana Mello foto de arquivo

Em mais uma demonstração da excelente forma que atravessa, Mariana Mello, nadadora de Maricá e representante do Vasco da Gama, conquistou mais uma medalha de ouro. Desta vez ela chegou em primeiro lugar na primeira das três etapas do circuito Rei e Rainha do Mar, percorrendo um percurso de dois quilômetros, no Posto Seis , na Praia de Copacabana. A prova contou com a participação de mais de 800 atletas, divididos em faixas etárias dos 15 aos 80 anos de idade.

Maio 25, 2010 Posted by | esportes, jornalismo | Deixe um comentário